Deusa Egípcia Bastet


A mitologia egípcia foi a religião politeísta (crença em várias divindades) que é datada desde 3.000 anos a.c. até o surgimento do cristianismo.

As divindades da mitologia egípcia eram representados ora sob forma humana, ora por corpo humano com cabeça de algum animal, que era considerado sagrado.

Falaremos então da deusa egípcia Bastet, sob o corpo humano e cabeça de gato.

A deusa Bastet, também conhecida como Bast, Ubasti, Ba-en-Aset ou Ailuros (palavra grega para “gato”), é representada por um corpo de mulher com cabeça de gato, em sua mão carrega um sistro (um instrumento musical sagrado), com um colar e em sua orelha um grande brinco de argola dourado, mas também pode ser simplesmente representada por um gato. É protetora das mulheres grávidas, da fertilidade e protetora dos gatos.

Bastet é uma das esposas de Rá (Deus do Sol), e teve dois filhos Mihos e Nefertum. Também é representada com um cesto nos braços em algumas imagens, onde ela carrega as crias, e por isso é conhecida por representar o instinto maternal, defendendo sempre seus filhos.

Bastet é muito confundida com Sekhmet, deusa egípcia com cabeça de leoa. Dizem que Bastet é a versão domesticada de Sekhmet.

Seu templo era na cidade de Bubastis (Cidade Delta do Nilo), lá os gatos eram tratados como divindades, como a própria reencarnação de Bastet. Os gatos eram sagrados, o culto ao gato era pragmático para os egípcios, pois os gatos protegiam suas casas e armazéns de grãos contra pragas e criaturas venenosas. Matar um gato era considerado assassinato; um romano que morava em Alexandria descobriu isso quando matou acidentalmente um gato e foi arrastado de sua casa para a rua, sendo linchado por uma multidão de egípcios furiosos. Quando estes animais morriam eram mumificados, sendo enterrados em locais reservados para eles, quando o gato tinha morte natural os habitantes do lar deste gato raspavam as sobrancelhas em forma de luto. Arqueólogos acharam locais com diversos animais sagrados mumificados.

Cemitério de Gatos em Bubastis

Segundo a mitologia egípcia, Cleópatra foi a encarnação da deusa Bastet,cuja missão era reiterar a paz na terra dos faraós, utilizando facetas quesó os gatos possuem como a beleza, o olhar penetrante, a sensualidade, asensibilidade e a sedução

ORAÇÃO DE UMA DEUSA AOS DEUSES EGÍPCIOS

“Em nome de Rá, Ísis, Osíris,
Hórus, Ptah, Thot, Tum,
Nut, Anubis, Hathor,
Eu sou Bastet, a deusa dos mistérios da natureza”.

 Fontes:

 Gostaram?

Vou reunir mais histórias sobre a Mitologia Egípcia e gatos e vou colocando aqui no blog, ok?

Beijos,

Anúncios

Sobre Sora 空

Paulistana, 30 anos, tem 70 gatos em casa.

Publicado em junho 27, 2012, em Uncategorized e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: