A importância da castração


A minha história com os gatos começou com a Mika, como contei no post Gateiro de 1ª Viagem, e como cheguei ao número de sessenta gatos? Bem, quando a Mika cresceu a minha mãe ficou com muita dó de castrá-la, pensava que a castração iria machucá-la. Foi então que, com menos de um ano de idade, ela deu a luz a uma ninhada de 5 filhotes (3 fêmeas e 2 machos), lindos! Nos apegamos demais aos filhotes e ficamos com 6 gatos em casa, e mais uma vez minha mãe não quis castrar os gatos por dó. E as filhas da Mika tiveram mais 4 filhotes cada …. No final das contas hoje estamos com sessenta gatos, entre os que acolhemos nas ruas, os que jogaram na nossa porta e os que abandonaram com a gente, estão os descendentes da Mika!

Uma pequena e rápida cirurgia de esterilização teria evitado tudo isso, acredite!

A castração consiste basicamente na retirada do útero, trompas e ovários das fêmeas e dos dois testículos nos machos. A cirurgia é simples, e realizada com anestesia, sempre por veterinários habilitados!

Em dois dias após a castração o bichano estará totalmente recuperado. Os gatos podem ser castrados a partir do 2º mês de vida.

Mitos sobre a castração

Engorda? Os gatos não engordam devido a castração, mas devido a diminuição das atividades físicas, como dito no post sobre Obesidade Felina, brinque com seu gato, estimule para que ele se movimente, e também diminua a quantidade de ração, controlando os horários de alimentação.

Dói? Como dito acima, a cirurgia é feita com anestesia, o gato em momento algum vai sofrer. Depois da cirurgia ele acordará e ficará grogue, por causa da anestesia, mas depois de dois dias ele voltará ao normal.

A fêmea precisa ter a primeira ninhada? Não, a fêmea poderá ser castrada antes do primeiro cio.

Os gatos ficam mais dóceis? Geralmente sim, o cio é estressante, tanto para a fêmea quanto para o macho.

Os gatos ficam mais caseiros? Geralmente sim, pois eles não saem mais em busca de parceiros, mas não vão deixar de sair e explorar outras vizinhanças.

Gatos castrados vivem mais? Sim, pois saindo menos para procurar parceiros pelas ruas, correm menos risco de serem atropelados, mau tratados ou pegos por algum cão.

Gatas ainda entram no cio após a castração? Sim, mas é raro. Isso ocorre pois algumas gatas têm células ovarianas espalhadas nos tecidos adjacentes ao ovário e que conseguem promover a indução do cio. Não quer dizer que o veterinário não fez o procedimento certo, é que estas células não são vistas a olho nu, portanto não puderam ser retiradas.

Há algum risco?  Não. As chances de ocorrer problema durante ou após a cirurgia se reduzem ao mínimo se forem feitos exames prévios de sangue e de coração, principalmente se houver suspeita de doença, se a anestesia for inalatória e se o animal não estiver obeso.

Posso aplicar contraceptivos na minha gata? JAMAIS!!! Não faça isso! TODOS os contraceptivos podem causar o aparecimento de tumores de mama, infecções uterinas e tumores uterinos e de ovário, além de predisposição a doenças endócrinas, como o hiperadrenocorticismo, e promover resistência insulínica, provocando o surgimento da diabetes mellitus. Também pode ser observada falha, ausência ou descoloração do pelo no local da aplicação. Nenhum contraceptivo é confiável, a melhor alternativa é a castração.

Eu não tenho dinheiro!  Hoje há diversas campanhas de castração por parte de ONGs, além do que você pode procurar o centro de zoonoses do seu bairro, você faz um cadastro e eles te encaminham para a clínica veterinária mais próxima para realizar a castração gratuitamente.  Se quiser aqui tem uma lista de Veterinários Solidários, que facilitam o pagamento.

Castrar é um ato de amor, pois reduz o abandono e a superpopulação de animais domésticos.

Se sua gata deu cria, ou se você achou um gatinho na rua, antes de doar para alguma outra pessoa, castre o bichinho, pois talvez você não teria coragem de abandonar filhotes nas ruas, mas nunca se sabe como será a reação da pessoa que adotou o gatinho com relação a uma ninhada inesperada, entende?

Eu sei bem como é perder o controle da situação, ver que um gato se  multiplicou e virou vinte, mas eu como eu amo estes bichanos não vou jogá-los nas ruas né? E então aprendi que o melhor mesmo é castrar!

Bem, fica a valiosa dica!

Beijos,

Anúncios

Sobre Sora 空

Paulistana, 30 anos, tem 70 gatos em casa.

Publicado em maio 28, 2012, em Uncategorized e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: